Parceiros

Notícias boas e esperançosas sobre o coronavírus

Você já deve estar cansado de tanta notícia ruim e provavelmente ansioso para as coisas voltarem ao normal, não é mesmo? Pensando nisso, separamos as melhores notícias que podem trazer esperança e conforto. Vem com a gente!

Crédito: O Estado MS

Sem rodeios, vamos direto para a primeira boa nova:
Você já pensou ter 113 anos e conseguir vencer uma doença tão perigosa, ainda mais para pessoas idosas? Parece coisa de filme, porém de fato aconteceu.

Uma mulher de 113 anos foi infectada devido ao seu lar de idosos onde vivia há 20 anos, ao local ser exposto ao vírus vários residentes ficaram infectados.

O nome dela é Maria Branyas, contraiu uma forma leve da doença com quase nenhum sintoma além de febre e problemas no trato urinário. Passando por uma triagem deu positivo para COVID-19, tendo que ficar 1 mês isolada em seu quarto na Residência Santa Maria del Tura. Impressionante!

Agora algo um pouco polêmico. Antes de ler, você é a favor da maconha? Não? E se ela pudesse te proteger contra o coronavírus?
Pesquisadores da Universidade de Lethbridge, lá no Canadá, estão investigando e experimentando princípios ativos da erva que podem ter efeito contrário à nicotina, podendo elevar a proteção de células contra a COVID-19.

Os resultados fazem parte de uma pesquisa sobre tratamentos para a artrite, a doença de Crohn, e o câncer. No site pireprints.org, a equipe de cientistas sugeriu que uma “variedade especialmente desenvolvida da canabis” poderia reduzir a capacidade do vírus de chegar nas células pulmonares, área mais comprometida pela doença.

O estudo ainda é preliminar, ou seja, não passou pelo processo de revisão de pares (quando outros cientistas independentes fazem a avaliação).

Mudando de assunto, muitas pessoas procuram saber sobre possíveis vacinas para deter esse mal. Então, logo abaixo vou te contar estudos promissores que cientistas de todo o mundo estão fazendo.

São Paulo, Brasil
Crédito: iStock images
Começando logo de cara pelo nosso país, está acontecendo um estudo por pesquisadores do Hospital Sírio-Libanês que tem apresentado bons resultados preliminares no uso do anticoagulante heparina, usado em ambiente hospitalar para pacientes diagnosticados positivo para o novo coronavírus.

De acordo com o pre-print (a publicação antecipada dos estudos que ainda não foram publicadas em periódico científico com revisão por pares) da análise feita ainda com 30 pacientes, tiveram bons resultados, tendo diminuído sintomas e neutralizando quase que 100% o vírus.

De acordo com a pneumologista, a droga é recomendada para pacientes que têm sintomas mais severos, como a insuficiência respiratória. Para esses casos, o estudo preliminar apontou que a heparina ajuda a desfazer os coágulos que são formados na microcirculação do pulmão e em outros locais do corpo.

"Tivemos bons resultados com um grupo de pacientes que apresentava casos mais graves. Agora esperamos ter mais pacientes —pelo menos cerca de 100— e em mais centros. A ideia é fazer mesmo um guideline, manual de como usar um anticoagulante na covid-19", aponta a médica.

Austrália
A vacina de quase 100 anos, comumente usada para a tuberculose, a Calmette-Guérin (BCG) pode ser eficaz contra o coronavírus, tendo em vista que além da tuberculose ela diminui o risco de morte por diversos tipos de vírus e bactérias.

O Instituto Telethon Kids, na Austrália, tem trabalhado na possível vacina contra o coronavírus, preparando ensaios clínicos para avaliar seu desempenho.

Os pesquisadores tem realizado testes contra roedores, neles foram observados o aumento de neutrófilos — que são células sanguíneas leucocitárias, que integram o sistema imune inato, o primeiro a reagir contra a infecção do coronavírus.

Essas foram algumas das boas novas sobre o andamento para o coronavírus. Obrigado por ler até aqui, até o próximo artigo!

FONTES:
https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2020/05/12/aos-113-anos-espanhola-se-recupera-de-coronavirus-em-asilo.htm
https://exame.abril.com.br/ciencia/estudo-investiga-se-maconha-pode-proteger-contra-coronavirus/
https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/04/22/covid-19-sirio-libanes-inicia-testes-de-tratamento-com-anticoagulantes.htm
https://exame.abril.com.br/ciencia/vacina-de-100-anos-e-estudada-para-combater-coronavirus/

Postar um comentário

0 Comentários