Parceiros

Curta-nos no Facebook! - Café com Net

5 Motivos para assistir a série The Umbrella Academy

A segunda temporada da série The Umbrella Academy estreou ontem na Netflix, e grande parte da internet só falava sobre isso. Assim, fomos assistir e relatamos aqui alguns dos motivos pra ver essa série inspirada em quadrinhos escritos pelo brasileiro Gabriel Bá e o vocalista da banda americana My Chemical Romance, Gerard Way.

Poster de divulgação da segunda temporada de The Umbrella Academy. Fonte: Hora dos Nerds

[ESTA POSTAGEM CONTÉM SPOILERS DE THE UMBRELLA ACADEMY]

A trama gira em torno de 7 irmãos, que foram adotados ainda bebês pelo rico Reginald Hargreeves. As crianças fazem parte de um grupo de 43 pessoas ao mundo que nasceram no dia 1 de outubro de 1989, sendo que as mães não estavam grávidas. Reginald consegue então adotar 7 dessas crianças e os treina desde a infância como super heróis conhecidos apenas como The Umbrella Academy. 

Após anos separados em lugares diferentes do mundo, os irmãos se reencontram para o velório do pai adotivo. O que eles não esperavam era o retorno de um irmão desaparecido há 17 anos, que traz uma notícia de um apocalipse que deve ser impedido pelo grupo.

Com uma sinopse dessa é quase impossível não se interessar pela série. Mas trazemos aqui mais alguns motivos pelos quais The Umbrella Academy é uma série indispensável.

A TRILHA SONORA E EDIÇÃO DE SOM INCRÍVEIS

The Umbrella Academy tem um leque muito grande de diversidade musical. Com músicas que variam entre atuais, até canções bem antigas dos anos 60 - o que ficou ainda mais evidente na segunda temporada. Além da escolha de canções que passam por várias épocas, a série aproveita bastante do elemento musical para causar mais impacto em algumas cenas. O que era de se esperar em um quadrinho escrito por um músico.

PERSONAGENS COMPLEXOS E TAMBÉM CATIVANTES

Nenhuma série manteria uma audiência sem personagens bons, certo? E nisso The Umbrella Academy não decepciona. Os 7 personagens principais tem um carisma que é capaz de prender o telespectador por horas até terminar todos os 20 episódios da série. Para citar alguns exemplos, temos Klaus, o filho que tem o poder de se comunicar com os mortos. Klaus possui problemas com drogas e álcool e ao longo da série vemos a influência que isso tem sobre ele e nos simpatizamos pois torcemos sempre para que ele se recupere. Com o dom de falar com os mortos, Klaus é sempre acompanhado pelo fantasma de Ben, seu irmão adotivo, e a interação entre eles é sempre hilária. Também temos o Five, que é um homem com cerca de 60 anos preso no corpo de um adolescente (seu poder é viajar no tempo, e por acidente, ele se perde no espaço tempo e ao retornar, esta preso em seu corpo infantil). Ele é o mais centrado do grupo e é muito interessante ver um adolescente comandando e dando ordem nos demais membros do grupo Umbrella Academy. Os demais irmãos também possuem características únicas que nos encantam e nos fazem ficar ansiosos por suas próximas aventuras.

LUTA CONTRA O RACISMO E A SUPREMACIA BRANCA

Na segunda temporada, presa no ano de 1963, Allison, membro da Umbrella Academy, se vê lutando contra o racismo na sociedade. Através de protestos, debates e mostrando seu potencial além de seus poderes. A segunda temporada da série tratou com sensibilidade um assunto tão complexo onde muitas outras séries erram. Não existiu melhor momento para abordar isso em uma série do que o momento que estamos vivendo agora. A série tratou de racismo e violência policial nos anos 60, porém, nos fazendo refletir sobre o presente.

MISTÉRIOS QUE FOGEM DO CLICHÊ

Se tem uma coisa que The Umbrella Academy faz, é fugir do clichê. A série nos apresenta uma trama onde nunca podemos imaginar o que vem a seguir. Com plots inovadores, a vontade é de ter respostas imediatas para tudo. Grande parte desses mistérios deve-se a linha do tempo confusa da série e mostrando o efeito borboleta causado quando se altera uma simples coisa no mundo. 

ADAPTAÇÃO BEM FEITA APESAR DE ACRESCENTAR ELEMENTOS ÚNICOS

Sabemos que todo fã de livros ou quadrinhos, desejam uma adaptação fiel de suas obras favoritas. The Umbrella Academy fez isso apesar de usar de elementos que acrescentariam em uma série. Alguns personagens da série foram criados especialmente para a adaptação. Isso pode soar ruim para alguns, mas eles fizeram isso funcionar. É possível apreciar os quadrinhos e a série ao mesmo tempo sem sentir que há algo faltando. Pois além de ter sido muito fiel ao quadrinho, a Netflix soube também trazer novas pessoas para o fandom de The Umbrella Academy, utilizando bem a história escrita por Gabriel Bá e Gerard Way, mas acrescentando elementos que chamariam um novo público.

Podemos dizer que The Umbrella Academy é indispensável para quem gosta de mistérios e não aguenta mais séries com roteiros clichês e ultrapassados.

Se interessou pela série? As duas temporadas de The Umbrella Academy encontram-se disponíveis na Netflix.

Postar um comentário

0 Comentários