Parceiros

Curta-nos no Facebook! - Café com Net

TUDO sobre a REABERTURA DOS CINEMAS

Após cinco meses de quarentena e com a recente reabertura de shoppings, bares, restaures e até das praias, os cinemas, finalmente, ganharam uma data para voltar. Essa decisão foi tomada devido ao grande impacto econômico causado pela interdição do sistema exibidor. São mais de 14 mil empregados vivendo com seus salários reduzidos ou sendo demitidos. Dessa forma, Luisa Clasen, do canal Lully de Verdade, foi convidada pela Associação de Exibidores e mostrou todos os detalhes de como acontecerá a reabertura.

Para começar, é importante deixar claro que cada cidade irá analisar se está ou não na hora de abrir as portas dos cinemas e nenhum estabelecimento vai dar esse veredito por conta própria. O intuito desse artigo é apresentar todas informações necessárias para cada pessoa julgar se é seguro ou não voltar a apreciar a sétima arte em seu lugar de origem.

Sendo assim, vamos aos fatos:

1. Entrada

Como já acontece nos shoppings, haverá um funcionário medindo a temperatura de cada cliente, não sendo possível entrar sem máscara. Já os cinemas de rua, além da verificação de temperatura, terão tapetes sanitizantes na porta, também sendo obrigada a utilização da máscara.

2. Pipoca

Pelo uso da máscara ser obrigatório, as pessoas só poderão comer dentro das salas, sentados em seus lugares. Então, nada de comer enquanto estiver esperando para pagar pela comida ou na fila para entrar na sala. Tudo isso para evitar que o cliente tire a máscara antes da hora. Quem não estiver comendo, precisará ficar de máscara o tempo todo. Os funcionários irão fazer rondas durante as sessões para assegurar que as normas estejam sendo cumpridas.

3. Higienização

Como já virou costume, terão vários pontos de álcool em gel distribuídos pelo saguão e nos banheiros. A equipe de limpeza vai passar com mais frequência nos locais com maior movimento e todos os funcionários deverão usar face shield. Dentro das salas, a sanitização não vai ser feita com álcool por ser um produto extremamente inflamável, mas sim com outros produtos autorizados pela Anvisa.

4. Banheiros

Falando em banheiros, o número de pessoas permitidas será determinado de acordo com a quantidade de cabines. Além disso, nem todas as pias estarão ativas para evitar a confusão na hora de lavar as mãos.

5. Lotação

A lotação das salas será de 1/3 da capacidade do cinema. Assim, uma sala que comportaria 600 pessoas, agora só permite 200. O espaçamento entre os lugares se dá na compra do ingresso - e não, não tem mais bilheteria! Os ingressos só poderão ser adquiridos no terminal de autoatendimento ou na internet. Na hora da compra, os assentos ao lado do selecionado ficarão bloqueados, não permitindo que outras pessoas os escolham.

6. Grupos

Caso o cliente vá ao cinema acompanhado, é preciso que os ingressos sejam escolhidos em uma única compra. O limite para grupos é de apenas quatro pessoas. Se uma pessoa do grupo comprar um ingresso em um momento e outra comprar depois, esse grupo será separado na hora de entrar na sala.

7. Preços

Não haverá aumento no preço dos ingressos! Inclusive, os exibidores planejam fazer vários tipos de promoções. 

8. Programação

A reabertura está prevista para o dia 3 de setembro, sendo que a primeira grande estreia, Tenet, de Christopher Nolan, irá acontecer no dia 17 de setembro. Durante esse intervalo, será realizado o Festival de Volta Ao Cinema, o qual filmes antigos serão reexibidos. Para saber mais, visite o site do festival!

9. Filmes 3D

Nada de filmes 3D por enquanto! A ideia de compartilhar os óculos é inviável neste momento. Mulan, por exemplo, nem virá com cópias 3D para o Brasil.

10. Ar-condicionado

Talvez a maior dúvida da reabertura seja relacionada ao ar-condicionado, mas, por incrível que pareça, esse é o menor problema! Bem antes da covid, a Anvisa já possuía uma norma que faz com que o sistema de circulação de todos cinemas sejam diferentes dos sistemas de bares e restaurantes. Não existe realização do ar: o aparelho de ar-condicionado pega o ar de fora da sala, filtra, resfria e o joga para dentro da sala de cinema. Depois, esse ar é sugado e jogado novamente para fora. Além disso, também será colocada uma pastilha bactericida no filtro do ar.

11. Saída

Na hora de entrar na sala, terão adesivos no chão determinando o direcionamento. Já na saída, os funcionários irão liberar uma fila de cada vez para não haver aglomeração nos corredores.


Nota da autora:

Já que bares e restaurantes já foram liberados e levando em consideração que, no cinema, as pessoas não falam, acho que faz sentido, sim, a reabertura das salas. No entanto, ao meu entendimento, nenhuma reabertura deveria ter sido feita. Passando do número de 120 mil mortos neste sábado, 29/08, vejo toda e qualquer reabertura como falta de responsabilidade

Eu, formada em Cinema, entendo perfeitamente todos os efeitos econômicos que a pandemia tem causado no setor audiovisual, mas ainda assim considero perigoso a exposição desnecessária ao vírus. Por isso, só iria ao cinema em uma condição: na primeira sessão do dia. Caso contrário, não pretendo ir ao cinema!

Nós, clientes, não temos como garantir que todas as normas estão sendo cumpridas, principalmente, a inspeção do ar-condicionado. Penso muito nos cinemas menores, como o do meu bairro, que não possuem verba para consertos mínimos, imagina para a implementação de todas as novas regras.

Portanto, faço um convite para que todos pensem em cada item deste artigo para, assim, concluir o que seria melhor dentro do seu próprio contexto de vida, levando em consideração o seu nível de isolamento e as pessoas que tem contato. Caso haja alguma dúvida ou queira mais informações, acesse a página da Lully de Verdade para conferir a experiência completa que ela teve na sala de cinema.

É claro que estou com saudade, principalmente porque estava acostumada a frequentar esse ambiente pelo menos quatro vezes por semana. Mas, a saúde da minha família - e a minha - são mais importantes que os spoilers que posso vir a tomar. Minha dica é: espere mais um pouco para que o cinema volte a ser aquele momento mágico que sempre foi e não mais uma preocupação do novo normal.


Postar um comentário

0 Comentários