A Demissexualidade começou a ser estudada em 2006 pela AVEN (The Asexual Visibility and Education). Esse tipo de relação tem haver com o vinculo que a pessoa forma, a atração sexual só acontece depois de um vinculo psicológico, intelectual ou emocional.

A pessoa Demissexual, não sente atração só porque o outro é bonito, é preciso conhecer o outro e sentir um afeto.

Daniel Goleman diz "Quanto mais abertos estivermos aos nossos próprios sentimentos, melhor poderemos ler os sentimentos dos demais".

Em uma vida de amores líquidos, o demissexual é raro, pois ele precisa ter um envolvimento, ele não consegue se relacionar com pessoas desconhecidas, muitas pessoas tem relacionamentos no primeiro encontro, para o demissexual é diferente, isso leva um tempo.

CONEXÃO

Para um demissexual a conexão é muito importante, algumas pessoas acham que aparentemente são frios e não tem sentimentos, mas isso não é verdade. Porém a conexão vai além do esteriótipo.

Para estes, sexo não é o mais importante em um relacionamento, mas ele prioriza a conexão. Você não irá ver um demissexual com qualquer pessoa em um barzinho, por exemplo.

DEMISSEXUALIDADE NÃO É DOENÇA 

Apenas é uma forma diferente de se relacionar com outra pessoa, não é porquê a pessoa age diferente que não faz parte do grupo. Eles merecem respeito como os demais.

A única diferença é que tem que ter laço afetivo, se não tiver eles não conseguem ter contato, como toque, beijo, e sexo nem pensar, eles sentem aversão se uma pessoa estranha ter este tipo de contato.

As pessoas não devem se torturar se pensarem assim, as pessoas são diferentes, e cada individuo tem que respeitar os seus limites e suas vontades.

Erich Fromm fala "O amor imaturo diz: Eu te amo porque preciso de você. O amor maturo diz: Eu preciso de você porque te amo".

Ser Demi não é uma escolha, cada indivíduo carrega isso dentro de si. Isso não acontece só com mulheres, porém a maioria em questão são mulheres.

Vale lembrar que ser demissexual não tem haver com assexualidade, pois o individuo assexuado não tem vontade de ter relações sexuais de modo algum.

Muitas pessoas passam por um grande sofrimento, pois não conseguem se encaixar no padrão do outro. Não tente se encaixar no mundo do outro, aceitar que é diferente é o primeiro passo para ser feliz, somos antagônicos, mas somos complementares, nos encontramos em meio aos desencontros.

Sobre o Autor

Simone Navarro
Instagram: @navarro.simone

Psicanalista, terapeuta floral, Pedagoga, Coach.

  • Especialista em Saúde Mental e Dependência Química.

     

Poste um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE