O prefeito de Tonantins e então candidato à reeleição, Lázaro de Sousa Martins (PP), também conhecido como "Curica", foi preso em flagrante na noite de sábado (14), dentro de casa. Suspeito de compra de votos.

Apreensões em casa do prefeito de Tonantins em interior do Amazonas. Foto/Divulgação: Polícia Civil

O Ministério público informou que com ele foram apreendidos dinheiro em espécie, armas de fogo, aparelhos celulares, dentre outros. 

A prisão ocorreu por conta de uma inspeção de rotina da Justiça Eleitoral, em conjunto do Ministério Público Eleitoral, para averiguar se a Lei Seca estava sendo cumprida.

"Quando passamos pela frente da casa do prefeito, nos chamou atenção uma grande movimentação de pessoas. Foi quando o juiz resolveu entrar para averiguar e nos deparamos com esse quadro", disse o Promotor Eleitoral Flávio Mota, da 47ª Zona Eleitoral, por meio de sua assessoria.

Segundo o Ministério Público, ele foi preso, pagou fiança de 3 mil reais e foi liberado, porém irá responder a inquérito por suspeita de compra de votos.

Também foi presa a filha de um candidato a prefeito da cidade, solta após pagar fiança. Ela também será investigada por prática de compra de votos.

Poste um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE