Aprenda a lidar com a autodepreciação

Vamos falar de autodepreciação, você passa por isso ou conhece alguém que faz isso? No dicionário, a palavra autodepreciação está definida como "não se dar o justo valor". Neste artigo vamos entender um pouco como isso funciona.

Realizar uma auto crítica é normal desde que seja moderada, pois podemos realizar uma reflexão, para uma melhora em alguns setores da nossa vida.

Mas quando essa relação começa a sabotar, realizando uma auto depreciação diariamente, achando que está errada(o) o tempo todo e então a pessoa tem que realizar uma reflexão. 

A pessoa com autodepreciação costuma se achar feia o tempo todo, ignorante ou incapaz.

Tem pessoas que usam essa autodepreciação para conseguir simpatia, para se fazer de vítima, coitadinhas – para serem vistas, buscando uma atenção, querendo ser elogiada, buscando uma auto afirmação.

Mas em outros casos existem pessoas que realmente não acham qualidades em si mesmo, vive se desvalorizando.

"Sua percepção se tornará clara somente quando você puder olhar para dentro de sua alma." – Carl Jung

PUBLICIDADE

Quem passa por isso tem que ter cuidado, pois quando ela começa mostrar muito os defeitos coisas que poderiam passar sem ser percebido começa a ser reparado, exemplo:

1. Ninguém repara no seu nariz, e você começa a falar que seu nariz é grande, e de tanto falar, outras pessoas também vão confirmar que seu nariz é grande.

2. Quando você trabalha em uma empresa e fala para seu chefe que não consegue realizar um certo trabalho citando a sua falha, talvez não realiza o trabalho por medo de falhar, não que não consiga, então seu chefe vai começar a prestar atenção em você, e talvez pode ser o próximo da lista em uma demissão.

Quando você começa a falar muitas coisas negativas as pessoas vão se afastando. Você tem que desenvolver os pontos positivos, perfeição não existe, errar é normal!

Talvez tenha passado por alguns bloqueios ao longo da sua vida, se esse é seu caso precisa de um olhar técnico de um profissional.

Dicas para lidar com a autodepreciação:

  • Realize a mudança: pare de se auto sabotar;
  • Não aceite rótulos, e não rotule os outros;
  • Não duvide de sua capacidade, evite exagerar nas suas culpas, nos erros e nas falhas, achando que não é capaz, devemos acreditar que somos capazes.

Devemos realizar uma mudança interna, o poder está em nós.

Já observou o processo da lagarta para se transformar em borboleta? ele é longo, doloroso, e ela não pode sair antes do casulo, pois se sair antes do tempo, vai sair com algum problema, então tem que passar pelo processo e isso leva um longo período. 

Para sua transformação também leva um período, talvez vai ser um pouco doloroso, mas necessário para você se transformar em uma pessoa mais positiva, é necessário aceitar o processo, se não conseguir sozinha(o), busque ajuda profissional, isso não é sinal de fracasso, mas de superação para uma auto transformação.

"Aquele que olha para fora sonha. Mas o que olha para dentro acorda." – Carl Jung

 Sobre o Autor


Simone Navarro
Instagram: @navarro.simone

Psicanalista, terapeuta floral, Pedagoga, Coach.

  • Especialista em Saúde Mental e Dependência Química.

Poste um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE