Segundo pesquisa do Instituto Datafolha que foi divulgada pelo jornal Folha de São Paulo, neste sábado (12 de dezembro), o número de brasileiros que não querem se vacinar contra o coronavírus aumentou.


A porcentagem é superior aos 9% que haviam declarado recusar o imunizante em pesquisa de agosto, pelo mesmo instituto. 

No levantamento mais recente, realizado entre os dias 8 e 10 de dezembro – com dois mil e dezesseis brasileiros adultos, em todas as regiões e estados do país, além dos 22% contra, 73% disseram que vão aderir à vacina e outros 5% mostram estar indecisos.

A maior parte se diz contra a vacina desenvolvida na China, que não seria aceito por pelo menos 47% dos entrevistados pelo Datafolha. A recusa das demais vacinas ficaram assim: EUA (23%), Inglaterra (26%) e Rússia (36%).

PUBLICIDADE

Esse cenário resistente à imunização e combate ao Covid-19 está também entre os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Ele já fez críticas à Coronavac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, mostrando-se contrário à obrigatoriedade da vacinação.

O índice de brasileiros que não querem tomar a vacina variou entre 16% e 33% entre os que nunca confiam no presidente entre os que disseram sempre confiar.

Felype Oliveira
Criador e redator do Café com Net.

1 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE